Consult english version


SOFTWARE


 
Introdução Sistema de Suporte
à Decisão (SSD)
Sistema
de Informação
Sistema
de Modelação
Sistema
de Análise
Aplicação
POM-GUI

Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras

Nesta página é disponibilizada alguma informação adicional sobre as principais funcionalidades da interface, bem como alguns exemplos práticos da sua aplicação. É também referida a base tecnológica na qual a mesma se baseia.

De uma forma resumida, os modelos de balanço hídrico permitem caracterizar a variação temporal do volume de água (e através deste, recorrendo-se às curvas características de cada uma das albufeiras, o nível e a área superficial) sendo conhecidas as entradas e saídas em cada uma das albufeiras ao longo de um determinado período de análise.

A JANELA PRINCIPAL

Figura 1

Figura 1 - Aspecto da janela principal da interface de Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras.

1 - Selecção do Cenário e disponibilização de botões para confirmar/alterar os seus valores, antes de proceder à execução do modelo.
2 - Selecção de Medidas e disponibilização de botões para confirmar/alterar os seus valores, antes de proceder à execução do modelo.
3 - Lista de simulações executadas anteriormente e disponíveis para consulta.
4 - Informação sobre simulações executadas anteriormente (ou que estão a decorrer no Servidor).
5 - Visualização de uma pequena animação referente ao nível de água na albufeira, ao longo do tempo.
6 - Geração de relatório automático com dados sobre a simulação seleccionada.
7 - Consulta da data inicial/final da simulação e sua duração.
8 - Localização geográfica da albufeira com disponibilização de dados sobre a simulação seleccionada.
9 - Botão que permite consultar série de dados verificada nesse ponto, para a simulação seleccionada.
10- Valor verificado nesse instante, para a simulação seleccionada.
11- Ilustração gráfica do nível de água na albufeira, no instante seleccionado.
12- Selecção do instante da simulação, cujos valores são mostrados na Planta e na representação gráfica do nível de água na albufeira.
13- Informação sobre o Volume e Área inundada, no instante seleccionado.
14- Informação sobre a data de execução da simulação seleccionada e utilizar responsável por ela.
15- Botão que permite invocar a execução remota do modelo, após seleccionar o cenário pretendido e definidas as medidas aplicar no mesmo.


A INTERFACE GRÁFICA E SUA UTILIZAÇÃO

Basicamente a utilização desta interface resume-se ao seguinte: a secção direita da janela da interface é usada para consultar os resultados das simulações (Figura 2), enquanto o painel lateral esquerdo é utilizado para proceder à execução de uma nova simulação do modelo (Figura 7).

Inicialmente o utilizador é presenciado com os resultados de uma simulação base. Estes resultados incluem por exemplo, níveis de água nas albufeiras, valores de precipitação e evaporação nas estações meteorológicas mais próximas e diversos valores de caudais de água (afluentes, turbinados/bombeados, aduzidos, descargas de fundo, ...). É mostrado o instante inicial da simulação, com o nível de água na albufeira representado graficamente no canto superior direito da interface. Na Planta central é possível localizar geograficamente a albufeira e saber os valores verificados nas várias estações de monitorização/meteorológicas, no instante seleccionado (Figura 2). Para alterar o instante de simulação a consultar, basta usar a listbox disponibilizada imediatamente por baixo da ilustração gráfica do nível da albufeira.

Figura 2

Figura 2 - Secção de consulta de resultados (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

Além dos valores instantâneos que são mostrados na planta são ainda disponibilizados pequenos ícones que permitem aceder às respectivas séries de dados, com a totalidade dos valores registados/estimados em cada um dos instantes da simulação (Figura 3).

Figura 3

Figura 3 - Séries de valores de precipitação em gráfico e tabela (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

No canto inferior direito da secção, o utilizador tem informação sobre o volume e a área inundada na albufeira (valores estimados no instante seleccionado), bem como a data de execução da simulação e a identificação do utilizador responsável pela mesma.

Para consultar outras simulações basta clicar no primeiro ícone da barra de ferramentas (no topo da página). Automaticamente é disponibilizada uma lista de resultados disponíveis para consulta, com a identificação da data de execução e do utilizador responsável pela mesma (Figura 4). Clicando na hiperligação da simulação pretendida, a interface é carregada novamente com os dados dessa simulação.

Figura 4

Figura 4 - Lista de resultados disponíveis para consulta (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

A interface disponibiliza ainda uma forma alternativa de analisar a variação do nível da água na albufeira ao longo do tempo, sob a forma de uma pequena animação gráfica. Para tal basta clicar no terceiro botão da barra de ferramentas. Depois basta accionar o botão "Play" (Figura 5).

Figura 5

Figura 5 - Animação do nível de água na albufeira (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

O quarto botão da barra de ferramentas permite gerar um pequeno relatório com informação sobre a simulação seleccionada, incluindo informação geral sobre a mesma, informação básica sobre a albufeira, tabela de dados com os valores de níveis de água em cada instante da simulação, gráfico de resultados e análise estatística (Figura 6).

Figura 6

Figura 6 - Relatório sobre a simulação (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

Até agora foi referido apenas como consultar resultados de simulações existentes na interface. De seguida será explicado como definir cenários/medidas, ajustar os seus valores e invocar a execução remota do modelo. Para tal é usado o painel lateral esquerdo da interface (Figura 7).

Figura 7

Figura 7 - Selecção de Cenários/Medidas e execução de uma nova simulação (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

A primeira coisa que o utilizador deve fazer é seleccionar o(s) cenário(s) que utilizará como base, escolhendo por exemplo um cenário de precipitação/evaporação de um "Ano seco". Isso é feito através da primeira listbox.

Clicando num dos pequenos ícones que surjem imediatamente a seguir à listbox o utilizador pode alterar por exemplo, a série de valores de precipitação ou evaporação. Pode alterar os valores directamente na tabela que é disponibilizada ou pode submeter uma nova série de dados (Figura 8).

Figura 8

Figura 8 - Alteração dos valores de precipitação (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

Em seguida o utilizador deve especificar as Medidas a considerar na execução do modelo, como por exemplo alteração dos valores de caudais de água de afluentes, descargas de fundo ou caudais turbinados/bombeados. Em cada interface existe um conjunto de medidas pré-definidas, que o utilizador pode alterar. Para tal basta utilizar o respectivo botão, que fica activo ao alterar o valor da listbox de "não" para "sim" (Figura 7). São disponibilizados formulários para definição das leis de variação desses caudais (Figura 9).

Figura 9

Figura 8 - Formulário para definição da lei de variação do caudal de água (Modelos de Balanço Hídrico de Albufeiras).

Uma vez definidos o(s) Cenário(s) e as Medidas, o utilizador pode invocar a execução do Modelo de Balanço Hídrico de Albufeiras, através do botão "Executar". Quando a execução no Servidor terminar, os resultados passarão a estar disponíveis para consulta através da opção "Visualizar resultados gravados" (Figura 4).

Nota: caso o utilizador pretenda usar como base de uma nova simulação, cenários/medidas previamente definidos noutras simulações já executadas e que estão disponíveis na interface, basta carregar primeiro essas simulações e depois proceder aos ajustes necessários através dos respectivos formulários que são disponibilizados nas secções "Cenários" e "Medidas".


TECNOLOGIA BASE

Esta interface Web tem como base tecnológica, um Servidor Web (por exemplo, Apache), a linguagem de programação PHP, tecnologia de representação gráfica SVG e o pacote gráfico AnyChart.

Apache Server PHP SVG AnyChart

Do lado da "máquina cliente" são recomendados os seguintes requisitos:

- Browser Internet Explorer 6 ou superior (a compatibilidade com outros browsers não está actualmente garantida).
- Nos browsers Internet Explorer 9 e 10 recomenda-se que active a "Vista de compatibilidade".
- Configuração do browser: plug-in Adobe SVG Viewer instalado.
- Configuração do browser: JavaScript activo.
- Configuração do browser: bloqueador de janelas pop-up desactivado.


GRUPO DE TRABALHO RESPONSÁVEL PELA IMPLEMENTAÇÃO DA INTERFACE

Prof. Doutor José Manuel Pereira Vieira

Prof. Doutor José Luís da Silva Pinho

Eng. José Araújo

Eng. Rui Pinho








mapa do site | termos e condições | ficha técnica
Copyright © 2012 Laboratório de Hidroinformática da Universidade do Minho, All rights reserved